Dicas para usar o filtro pela primeira vez.

Dicas para usar o filtro pela primeira vez.

O uso do filtro em piscinas residenciais e comerciais é uma constante. Dificilmente vemos uma piscina que não possui conjunto filtrante e estas que ainda não possuem geralmente tem um proprietário cansado de jogar água fora e ansioso pela instalação do equipamento para fazer a filtração da água.

O filtro e a bomba da piscina são equipamentos relativamente baratos e se pagam com alguns meses de funcionamento, já que a única forma de limpar uma piscina sem filtro é aspirando ao esgoto e reabastecendo a piscina com água limpa.

Pensando nestas pessoas que acabaram de decidir pela instalação do conjunto filtrante, hoje vamos falar sobre os primeiros dias de utilização destes equipamentos. Será que você, logo depois da instalação, realmente sabe manusear o filtro e a bomba da sua piscina?

Filtro dicas para usar o filtro de piscinas pela primeira vez bhe bomba recém instalados
À primeira vista os equipamentos da piscina são complicados. São muitos tubos, cada um com vários registros e um viajante de primeira viagem realmente pode se confundir. Contudo, depois de uma análise mais profunda fica claro que não há mistério nenhum especialmente numa piscina pequena cuja casa de máquinas possui apenas a tubulação padrão de uma piscina com Ralo de Fundo, Aspiração e Retorno. O usuário pode se confundir na verdade é com a maneira de usar e não com os registros e etc. Vamos falar um pouco sobre o “como usar”...

Como usar o filtro e a bomba da piscina
A primeira coisa que você precisa verificar é a altura da instalação da motobomba pois, caso ela esteja acima do nível da piscina, é necessário certificar-se de que seu pré filtro está completamente cheio de água antes de ligar seu disjuntor.

Além de verificar se há água no interior do pré filtro, é preciso procurar e eliminar qualquer entrada de ar que possa existir neste componente da motobomba. Muitas vezes a motobomba não funciona corretamente quando existe algum orifício por onde é possível a entrada de ar na sua tubulação de sucção. Basta conferir se a vedação da tampa do pré filtro está perfeita.

Um outro ponto importante para os marinheiros de primeira viagem no tratamento de piscinas é a verificação dos registros. Alguns segundos que a motobomba fica ligada com um registro fechado incorretamente podem ser suficientes para danificá-la ou romper a tubulação e, consequentemente, danificar não só a própria motobomba como também os outros equipamentos da casa de máquinas.

Nossa dica é fazer com os olhos o caminho da água dentro da casa de máquinas checando os registros individualmente. Assim você evita o esquecimento de um registro fechado que poderia, ao final, representar um enorme prejuízo de tempo e dinheiro. Vale lembrar que este prejuízo é incontroverso independente do período de garantia dos equipamentos que, por sua vez, não cobre nenhum dano causado por seu mau uso.

Uma outra ação que não pode ser esquecida é referente à manipulação da alavanca do filtro. Quando houver a necessidade de alterar a posição da válvula do filtro lembre-se de desligar a motobomba para interromper o fluxo de água. A maior parte dos fabricantes possuem filtros com válvulas resistentes mas se você for “sorteado” no primeiro erro desse você pode quebrar o interior do cabeçote do filtro e ter que arcar com o prejuízo.

Além destes cuidados que envolvem a motobomba recém instalada, é preciso tomar cuidado com o uso do filtro especialmente quando você utiliza o sulfato de alumínio para decantar a sujeira. O sulfato de alumínio é um dos decantadores mais usados no Brasil e seu contato com a areia especial usada em filtros pode prejudicar de maneira irreversível a capacidade de filtração do equipamento. O que acontece na realidade é que o Sulfato de Alumínio, ao entrar em contato com a areia especial para filtros, faz dela uma grande massa unitária, petrificando-a e, consequentemente, reduzindo sua capacidade de reter as impurezas suspensas na água.

Antes mesmo de fazer a instalação do filtro e da motobomba da piscina, é importante checar se você possui os disjuntores necessários. Aqui também é válido lembrar que a garantia dos equipamentos não cobrem danos causados pela ausência dos disjuntores corretos na instalação elétrica do motor.

Assim como os disjuntores, a presença de um ralo de fundo na própria casa de máquinas também é pela chave para evitar problemas futuros. Se sua casa de máquinas toma chuva ou tem um de seus registros estragados, não é razoável que ela fique cheia de água. Instale um ralo de saída para a rede de esgoto e fique atento à água da chuva.

O uso dos novos equipamentos da piscina
Estas são apenas algumas observações que parecem importantes para um novato no tratamento de piscinas. Se o seu filtro é novo, se sua motobomba é nova, evite sair usando sem ler o manual de instruções ou falar com uma empresa especializada.

A Raia 1 Piscinas trabalha com tratamento de piscinas e está perfeitamente familiarizada com este universo. Inclusive fazemos a instalação de casas de máquinas de piscinas.

Se ficou alguma dúvida ou se quiser nos dar alguma sugestão, fale com a gente!

Telefone: (31) 3421-7619
WhatsApp:  (31) 9.9791-1564
email.: contato@raia1piscinas.com.br.

Se preferir, passe aqui na Rua Popular, Nº 10 - Bairro São Cristóvão em Belo Horizonte, Minas Gerais. Estamos à disposição de segunda à sexta, de 8 às 18 horas.

Se preferir, teremos o maior prazer em atendê-lo!

Trabalhamos com limpeza de piscinas e também fabricamos telas de proteçãocapas de proteção e Capa Térmica. Conte sempre com a Raia 1 Piscinas! Fazemos limpeza de piscinas residenciais, piscinas de condomínios, piscinas de clubes, academias, piscinas coletivas e de todos os tipos. 

Conte com a gente sempre que precisar!

REENCHA O FORMULÁRIO raia1 piscinas
Receba nossas dicas gratuitamente em seu email