Nosso guia sobre o nível de cloro na piscina

Nosso guia sobre o nível de cloro na piscina

Muitos não entendem como funciona o tratamento químico de uma piscina. Já falamos aqui sobre a alcalinidade e se você leu o texto já sabe que seu controle é importante para que o pH da água não fique variando de maneira demasiada. O pH, por sua vez, é controlado para que tenhamos a garantia de eficiência do cloro que é aplicado na piscina. Uma coisa puxa a outra e, sendo assim, agora vamos explicar do início ao fim o porquê de controlar o cloro da piscina e como fazer.

As dúvidas com relação ao cloro são praticamente as mesmas que o pH gera, embora o conhecimento do cloro seja algo um pouco mais teórico.

  O que é cloro?
  O que é cloro livre?
  Como medir o cloro livre?
  Como saber se o cloro está suficiente?
  Como colocar cloro na piscina?
  O que é cloro total?
  Como medir o cloro total?
  O que é cloro combinado?
  Como medir o cloro combinado?
  Como elevar o cloro livre?
  Por que combater o cloro combinado?

Fica claro que a quantidade de conceitos que envolvem o cloro é bem maior e parece fácil confundi-los, não é mesmo? Vamos seguir da nossa maneira didática então e te explicar tudo sobre o cloro nas piscinas.

O que é cloro?
Cloro é um composto que utilizamos na piscina visando a desinfecção da água. Ele é na realidade um elemento químico mas, no universo do tratamento de piscinas, chamamos de cloro qualquer composto clorado usado para sanitizar a água em que os usuários irão nadar.

O que é cloro livre?
Um dos principais conceitos referentes ao cloro é o “Cloro Livre”. Chamamos de Cloro livre a quantidade de cloro que está realmente pronta para oxidar as impurezas da piscina.
Neste parâmetro não entra todo aquele cloro que está ocupado se ligando à substâncias que o fazem perder seu poder de desinfecção.

Como medir o cloro livre na piscina?
Para medir a quantidade de cloro livre na sua piscina basta utilizar uma Fita Teste. Como dissemos no nosso guia sobre pH e também no nosso guia sobre a alcalinidade, as fitas de teste são usadas para medir o pH, a alcalinidade, o ácido cianúrico na piscina e também a quantidade de cloro livre.

Como saber se está bom de cloro livre na piscina?
A quantidade de cloro livre na piscina deve ser de pelo uma parte por milhão. Seguindo as unidades usadas no universo das piscinas, sua piscina deve ter pelo menos 1 PPM de cloro livre para ser considerada segura para banho. Depois de fazer a medição com a fita de testes e identificar que a quantidade de cloro livre está abaixo deste patamar, basta adicionar mais cloro à água.

Como colocar cloro na água?
Apesar de parecer simples, é importante esclarecer pois se você fizer errado pode danificar o revestimento da sua piscina de maneira irreversível. Para elevar a quantidade de cloro na sua piscina, primeiro adiciona a um balde plástico uma quantidade razoável de água da própria piscina. Pode ser aproximadamente metade do volume do balde. Em seguida, adicione o cloro à este balde e misture com algum objeto plástico até que ele esteja completamente dissolvido. A pressa nesse momento é que propicia o risco de danificar o revestimento da piscina!

Então, vá com calma e misture até dissolver o cloro integralmente. Só depois de dissolver todo o cloro no balde é que você completa o balde com um pouco mais de água da piscina e então a joga na superfície da água de maneira espalhada. Durante o processo é interessante deixar a motobomba funcionando com o filtro na posição FILTRAR ou RECIRCULAR para otimizar a mistura da água.

O que é cloro total?
No universo do tratamento de piscinas, chamamos de Cloro Total a quantidade de cloro livre na piscina somada à quantidade de cloro inútil presente na água. Em outras palavras, cloro total é a soma de todo o cloro que está na água, simples assim como o próprio nome sugere.

Como medir o cloro total?
Para medir o cloro total da piscina basta utilizar um Kit Teste. Se você já mede o pH da piscina utilizando aquele estojo com reagentes você já deve conhecer. Kit Teste é um estojo que vem com um recipiente para coletar um pouco de água da piscina e dois reagentes: um para medir o pH da água e o outro para medir a quantidade de cloro da piscina. Ao contrário da fita de testes, o cloro que o estojo identifica é o que chamamos de cloro total.
O que é cloro combinado?

Se houver muito cloro total e pouco cloro livre, pode ser que a quantidade de cloro combinado esteja muito elevada (e isto é um problema!). Cloro combinado é aquele cloro que já se ligou às moléculas de sujeira e se mantém na piscina porém praticamente sem nenhum poder de desinfecção. Ele fica ali “fazendo número” nas medições do estojo de testes mas na prática sua piscina fica desprotegida se depender dele. Aprofundando minimamente na química da piscina, o cloro combinado pode ser identificado como “Cloramina”, ou seja, moléculas com cloro ligadas à moléculas nitrogenadas, estas normalmente provenientes de suor ou urina.

Como medir o cloro combinado?
Para medir o cloro combinado, ou as cloraminas da piscina, basta utilizar um estojo de testes e verificar o cloro total. Em seguida utilize uma fita testes para identificar o cloro livre na piscina. Faça a subtração do cloro livre com o cloro total e você terá como resultado o nível de cloro combinado na água.

Por que combater o cloro combinado?
A ideia de que o cloro combinado é ruim vem do seu baixo poder de desinfecção. Este composto chamado cloramina, além de não conseguir eliminar algas e bactérias, ainda prejudicam a piscina com seu forte cheiro de cloro. Se você chegar na piscina e sentir um forte cheiro de cloro, não se engane: é excesso de cloramina e não de cloro!
Piscinas com muito cloro não tem cheiro de cloro!

Como combater o cloro combinado?
Para combater as cloraminas na piscina a fórmula é simples: realize uma oxidação de choque. Em outras palavras, um tratamento de choque com cloro. Uma super cloração deve resolver o problema e todos os problemas devido às cloraminas deverão desaparecer em menos de vinte e quatro horas da aplicação.

O cloro nas piscinas
O cloro é um elemento central na desinfecção das piscinas e seu controle deve ser feito por quem entende do assunto. É fácil perceber que colocar muito cloro não resolve pois pode prejudicar os banhistas que sairão com irritação nos olhos e na pele. Deixar de acompanhar também não é uma solução pois a piscina fica vulnerável às algas e bactérias que podem se desenvolver e até transmitir doenças aos usuários. Nossa sugestão é deixar o controle do cloro, bem como de todos os outros parâmetros químicos da sua piscina com quem entende do assunto.

Aqui em Belo Horizonte limpeza de 1997 (!) e hoje somos referência do setor. Limpamos piscinas residenciais, piscinas de clubes, hotéis, motéis, pousadas e quaisquer outros estabelecimentos. Fale conosco e agende uma avaliação da sua piscina.

Se quiser falar com a gente e agendar a avaliação da sua piscina, entre em contato:

Telefone: (31) 3421-7619
WhatsApp:  (31) 9.9791-1564
email.: contato@raia1piscinas.com.br.

Se preferir, passe aqui na Rua Popular, Nº 10 - Bairro São Cristóvão em Belo Horizonte, Minas Gerais. Estamos à disposição de segunda à sexta, de 8 às 18 horas.

Se preferir, teremos o maior prazer em atendê-lo!

Trabalhamos com limpeza de piscinas e também fabricamos telas de proteçãocapas de proteção e Capa Térmica. Conte sempre com a Raia 1 Piscinas! Fazemos limpeza de piscinas residenciais, piscinas de condomínios, piscinas de clubes, academias, piscinas coletivas e de todos os tipos. 

Conte com a gente sempre que precisar!

REENCHA O FORMULÁRIO raia1 piscinas
Receba nossas dicas gratuitamente em seu email