Medir e corrigir o pH da piscina, por quê?

Medir e corrigir o pH da piscina, por quê?

Medir e corrigir o pH da piscina, por quê? Já falamos aqui sobre o tratamento físico da piscina, em artigos sobre a escovação da piscina, a decantação da piscina e alguns outros.

Hoje vamos conversar um pouco sobre o pH da piscina: uma parte do que nós chamamos de tratamento químico da piscina. Pra muita gente o pH é um dos principais adversários do trabalho da limpeza da piscina, entretanto, se olhar de perto, verá que não é nenhum bicho de sete cabeças. Vamos começar nossa conversa então, de uma forma bem didática, explicando o que é esse tal pH da piscina?

O que é pH da piscina
Entender o que é o pH da piscina é o primeiro passo para cuidar bem dela. Então, vejamos: esta sigla, pH, significa Potencial de Hidrogênio , ou Potencial Hidrogeniônico, e é uma grandeza que mede a acidez da água da piscina.

Escala de pH da piscina
O pH, ou a acidez da água, possui uma escala que varia de 0 a 14 (embora algumas pessoas prefiram a escala de -7 a 7).

escala do ph da piscina
No mundo das piscinas, utilizamos a escala de 0 a 14 onde o pH 0 é o nível mais ácido possível, bem abaixo do suco de limão, por exemplo, e o pH 14 é o mais alcalino (ou básico) possível, bem acima da água sanitária e da soda cáustica.

Importância do pH na piscina
Agora que já sabemos o que é e como é a escala de medição do pH da piscina, vejamos porque seu controle é determinante no trabalho de tratamento de piscinas. Todos os produtos químicos utilizados na piscina, sejam para decantação, seja o próprio cloro, possuem uma acidez ótima de funcionamento. Isso significa que naquela faixa de pH, considerada ótima, o produto tem sua eficiência máxima. Significa também que fora desta faixa de pH, os produtos tem sua eficácia severamente comprometida.

O cloro, por exemplo, é muito potente quando aplicado numa piscina com pH entre 7,2 e 7,6. Acima disso, ou abaixo disso, o cloro perde consideravelmente seu poder de matar as algas e bactérias da piscina. Como se não bastasse o fato de o pH comprometer a eficiência dos produtos na piscina, ele também, em determinados patamares, promove o desenvolvimento de algas e bactérias! Sim, isso mesmo!

Imagine que se o pH estiver abaixo da faixa ideal, além de prejudicar o funcionamento do cloro, ele ainda favorece o crescimento de algas na piscina. Aí você descobre o porquê de ter uma piscina completamente esverdeada quando não observa bem os níveis de pH e cloro! Se o pH estiver demasiadamente baixo, ainda que o cloro esteja em 3ppm, é possível ver sua piscina ficando verde!

Como medir o pH da piscina
Como medir o pH da piscinaA medição do pH de piscinas no Brasil, geralmente é feita com o que chamamos de estojo de testes ou kit teste. Certamente se você trata de piscinas já deve ter visto.

Ele vem com um recipiente com dois tubinhos para coletar a água da piscina e dois frascos com reagentes: um para testar o cloro e outro para testar o pH.

Para medir o pH de sua piscina basta seguir as instruções contidas no estojo de testes. Não vamos detalhar aqui pois cada fabricante possui reagentes com concentrações diferentes então pode variar a maneira de medir. Depois de medir o pH da piscina você tem três possíveis resultados: o pH pode estar no nível certo, pode estar abaixo do ideal ou pode estar acima do ideal.

PH ideal para piscina
No universo de piscinas o pH ideal é entre 7,2 e 7,6. E estes valores não foram escolhidos aleatoriamente! Esta faixa de pH é ideal por vários fatores:

» É o pH aproximado do olho humano. Se a água estiver muito ácida ou muito alcalina (considere pH acima de > 7,8) o banhista sentirá ardência nos olhos.

» É a faixa de pH onde os produtos químicos tem sua eficiência máxima. Se o pH estiver acima disso, ou abaixo, os produtos não realizam sua função de forma correta.

» É a faixa de pH onde a taca de crescimento de algas e bactérias na piscina é atenuado. Bactérias e principalmente as algas, que são os principais vilões da limpeza de piscinas, se desenvolvem mais vigorosamente em piscinas com pH levemente ácido.

Então pessoal, como vimos, é importantíssimo medir e corrigir o pH da piscina sempre que ele estiver fora da faixa ideal: entre 7,2 e 7,6. Mais adiante falaremos a respeito do pH em dois artigos sobre as consequências do pH alto e do pH baixo na piscina. 

Se não quiser se preocupar com o controle do pH da piscina e outras coisas referentes ao seu tratamento, fale conosco e deixe sua piscina com quem entende, deixe-a com a Raia 1 Piscinas: a número 1 em tratamento de piscinas em Belo Horizonte.

praticas de limpeza de piscina
Dicas práticas para limpar sua piscina.
Dicas práticas para limpar sua piscina. Estamos sentindo falta de algo mais prático no nosso blog… Este mês falamos sobre
Read more.
trocador-de-calor
Trocador de calor
Trocador de calor A grande maioria concorda que ter uma piscina em casa é simplesmente maravilhoso. Entretanto, muitos também reclamam
Read more.

PREENCHA O FORMULÁRIO
Receba nossas dicas gratuitamente em seu email

Como medir o pH  da piscina

WhatsApp chat